Minha lista de blogs

domingo, 12 de janeiro de 2020

NOVA LISTA DE MEDICAMENTOS ABONÁVEIS NA CASSI

   O Programa de Assistência Farmacêutica (PAF) sofreu dura poda por parte dos dirigentes da CASSI, sendo quase totalmente dizimado, restando um pequeno esqueleto digno de vultosa economia à Caixa de Assistência. No dizer popular foi bastante depenado.
     Restaram apenas medicações populares, muito baratas que não valem o trabalho de pedir ressarcimento. Quem precisa da popular aspirina, o consagrado AAS - Ácido Acetil Salicílico? Ou o Metformina cuja caixa de 30 comprimidos custa menos de 15 reais? Ou Dexametasona (Decadron)? E outros de preços irrisórios...Permaneceu no programa alguns compostos da "SARTANA" como Valsartana, Oimesartana, mas ficou de fora a TELMISARTANA (que compõe o Mycardis). Por que essa discriminação? Deixaram o Besilato de Anlodipino, sozinho ou em combinação, menos a consagrada combinação com a Telmisartana.
Por quê?

                MEDICAÇÃO EM USO ORA ABOLIDA DA COBERTURA (70% POR NÃO SER GENÉRICO).

          E assim foi para o espaço igualmente o Mycardis com Hidroclorotiazida muito utilizado para combater o aumento da pressão arterial.
      A maior injustiça é a discriminação. Os remédios não agem iguais em todos os organismos. Divergem da composição e dosagem! Mas os "doutos" da CASSI levam mais em consideração o custo/benefício. Liberar aspirina, valsartana, anlodipino isoladamente é dose para mamute! Sem desejar entrar em nenhum mérito, vale lembrar que a SIDA, totalmente custeada pelo programa, é uma doença adquirida mas que possui meios seguros de prevenção. E o infarto ? E o AVC? Tem coadjuvantes para suas prevenções mas são necessários os medicamentos concomitantes. Nada contra os portadores de Aids, antes bem pelo contrário (toda solidariedade). Inobstante, os benefícios não podem restringir-se a algumas doenças e as demais serem solenemente ignoradas.
    Bola muito fora ao novo PAF. Nada vou mendigar mas que se trata de uma grande injustiça, não tenho a menor dúvida! 

Nenhum comentário: